Otimização de sites para o Google

Estratégia SEO – Como fazemos pesquisas de palavras-chave

Na nossa última conversa, escrevemos um texto falando sobre o que é SEO. Você aprendeu o que é otimização de sites para o Google e viu que ela faz parte da primeira etapa da Metodologia Inbound: a atração.

Ainda naquele texto prometemos mostrar um pouco sobre como fazemos a otimização de sites.

Então hoje você vai entender o que fazemos para que seu site fique amigável para os mecanismos de busca e conhecer algumas das práticas que seguimos para tornar seu site mais interessante para o Tio Google.

Se você mantém seu próprio site, vai aprender como otimizar seu site e quais os passos que você precisa seguir para lutar pelas primeiras colocações dos buscadores.

Estratégia SEO e boas práticas para otimização de sites

Existem centenas de fatores que são levados em consideração para determinar qual site ficará na primeira colocação dos resultados das buscas no Tio Google.

Com muitos anos de estudo (nos aperfeiçoando desde 2007), percebemos que uma boa estratégia de SEO sempre começa com um mesmo item…

A pesquisa de palavras-chave

A pesquisa de termos nos leva ao que chamamos de otimização on-page, ou, em outras palavras, é a otimização que podemos fazer na estrutura do seu site.

Palavras-chave são aquelas digitadas nos mecanismos de busca quando o usuário procura por alguma informação ou produto.

Otimização de sites: uso de palavras chave

Basicamente, são os tópicos pelos quais as pessoas buscam na internet.

Para atrair estas pessoas para o seu conteúdo, fazemos uma pesquisa afim de descobrir quais as palavras-chave eles utilizam para buscar por informações referentes ao seu negócio.

Como fazemos a pesquisa de palavras-chave?

A pesquisa de palavras-chave começa pelas personas. É preciso entender bem quem são as personas da sua empresa para saber os problemas que eles enfrentam, seus objetivos e metas e então, a partir daí, fica mais fácil entender o que eles estão procurando e como procuram.

A ideia aqui é nos colocar no lugar do seu possível cliente ideal e fazer uma lista de palavras que eles utilizam para pesquisar algo relacionado à sua empresa na internet.

Digamos que sua empresa, a Vila D’Água, trabalha com limpeza de piscinas, incluindo a limpeza de piscinas abandonadas e aquelas em estado crítico, sem tratamento a meses.

Digamos também que uma de suas personas é um recém-formado em Medicina. Vamos chamá-lo de Eduardo.

Se Eduardo, depois de muitos anos estudando medicina, decide reativar a piscina que estava abandonada em casa, ele tem um problema.

Então, quais as perguntas prováveis que Eduardo vai se fazer?

Ele pode começar pesquisando por “limpar uma piscina muito suja” procurando por alguma informação de forma geral.

Em seguida, quais perguntas Eduardo pode fazer para as quais a sua empresa tem a solução?

Neste momento ele pode não saber ainda mas o que ele precisa é de uma empresa que faça “limpeza emergencial de piscinas”.

Finalmente, quais as perguntas que Eduardo vai se fazer quando decidir contratar uma empresa que realiza este tipo de serviço?

Ele pode procurar pela avaliação da sua empresa no Google Places, ou no Facebook, por exemplo. Pode também buscar por “empresa Vila D’Água é boa?”.

Este é um excelente momento para reunir informações para seu time de vendas! Imagine o quão mais fácil seria vender um serviço informando ao seu público que sua fanpage tem mais de 500 avaliações com 5 estrelas no Facebook!

O resultado esperado quando passamos por este processo de pensamento do Eduardo é conseguir fazer uma lista com as palavras-chave que ele utilizaria para resolver o seu problema. Esta lista para Eduardo seria algo assim:

  • limpar piscina muito suja
  • limpeza emergencial de piscinas
  • empresa Vila D’Água é boa?

Depois de fazermos esta lista, categorizamos as palavras-chave de acordo com a fase em que elas são usadas na Jornada de Compra.

As Etapas do Inbound Marketing

 

  1. Palavras-chave baseadas em problemas do ramo ficam na Fase do Conhecimento.
  2. Palavras-chave relacionadas com as soluções que sua empresa oferece ficam na Fase de Consideração.
  3. Palavras-chave baseadas na decisão da compra ficam na Fase de Decisão.

Ainda para definir as palavras-chave usadas pelo seu cliente, tentamos imitar a linguagem usada por ele.

Aqui é importante ter a clareza de que um país de dimensões continentais como o Brasil possui uma variedade enorme de palavras e variantes que podem possuir os mais diferentes significados.

O que você costuma chamar de “Refrigerante”, muita gente chama de “Coca-Cola”, ou simplesmente “Refri”.

Sabendo disso, o que normalmente fazemos para lidar com este problema da língua é utilizar o próprio São Google para expandir nossa lista de palavras-chave.

Colocando uma palavra-chave no Google é possível ver as sugestões que ele mesmo nos retorna.

Além da busca por texto, é possível identificar novas palavras-chave interessantes utilizando a busca por imagens e até mesmo a busca por vídeos. (E por isso o nome dele é “São Google”! Ele tem tudo!)

Como se não bastasse, ainda utilizamos algumas ferramentas como o Keywordtool.io ou o Google Webmaster Tools (que agora chama-se Google Search Console) para descobrir mais palavras relacionadas à sua empresa.

O que precisamos para fazer a pesquisa de palavras-chave

Em resumo, para fazer a pesquisa de palavras-chave, precisamos:

  • fazer uma lista de palavras que nossas personas possivelmente utilizariam;
  • expandir esta lista pesquisando na própria web;
  • verificar quais as palavras-chave já estão levando os usuários até o seu site;
  • decidir com quais palavras realmente nós temos as melhores oportunidades de liderar as pesquisas.
Palavra-chave curta (ou palavra-chave ampla)

Não podemos esquecer que são milhares os sites que estão tentando aparecer nas primeiras posições do Tio Google para seus termos. Talvez milhões, dependendo do nicho da sua empresa e do mercado onde ela atua.

Por isso é importante ter em mente que algumas palavras-chave são bem mais difíceis que outras.

Pense um pouco: o que acontece quando você busca no Google a palavra “Piscinas“?

Você encontraria todo tipo de resultado: empresas que constroem piscinas, supermercados que vendem piscinas, vídeos de piscinas de bolinhas e até mesmo fornecedores de bolas para piscinas de bolinhas!

Provavelmente só as maiores empresas estariam no topo da busca.

Palavras como “piscinas”, são chamadas de palavras-chave curtas ou amplas. É exatamente o que elas são: curtas e de escopo amplo.

Uma pequena empresa que trabalha com limpeza de piscinas, como a Vila D’Água, teria dificuldades para se classificar para a palavra “piscinas”. É uma palavra muito concorrida e os concorrentes geralmente são mega empresas com sites muito populares e confiáveis.

A palavra “piscinas” também é muito generalista. A Vila D’Água dificilmente receberia um clique qualificado com ela, afinal de contas, a pessoa pode estar querendo qualquer coisa:

  • empresas que constroem piscinas
  • supermercados que vendem piscinas
  • vídeos de piscinas de bolinhas
  • fornecedores de bolas para piscinas de bolinhas e etc…
Palavra-chave longa(ou palavra-chave de cauda longa)

Mas imagine se trabalharmos algo mais específico para a Vila D’Água… Imagine se trabalharmos com a palavra-chave “limpeza de piscina abandonada a meses em Nova Lima, Minas Gerais“.

Certamente teríamos uma concorrência menor e, consequentemente, maiores chances de figurar nas primeiras posições do Tio Google.

Este tipo de palavra-chave específica é chamada de palavra-chave de cauda longa.

Para elas é consideravelmente mais fácil de se ranquear pois são mais específicas e direcionadas, sem contar que as pessoas que buscam por elas sabem exatamente o que querem encontrar, ou seja, são visitantes mais qualificados com mais chances de se tornarem leads e clientes.

Palavras-chave curtas e longasMas não olhamos somente este tipo de palavra-chave na hora de otimizar seu site, até porque não é o fato de ser uma palavra-chave longa que é fácil de aparecer como primeiro resultado nas buscas do São Google.

Independente do tamanho da palavra-chave, é sempre difícil se manter na primeira posição das páginas de busca!

Em última instância, analisamos as palavras-chave buscando as que tem o maior volume de pesquisas e a menor concorrência.

Pronto! Está feita nossa lista de palavras-chave e já podemos começar a criação de conteúdo!

É assim que fazemos!

Espero que tenha gostado de conhecer um pouco mais sobre SEO e, principalmente sobre pesquisa de palavras-chave.

Na próxima publicação continuaremos a falar de SEO e como fazemos para que nossos clientes consigam figurar nas primeiras posições do Google.

Se estiver se achando um pouco perdido, volte e dê uma lida nos textos anteriores sobre Inbound

Em breve continuamos nossa conversa falando sobre as boas práticas do SEO, ok?

Continue acompanhando! Até breve! ?

 

1 Comentário. Deixe novo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.